O iPad é um celular?

Hã? Essa pergunta me fez torcer o nariz quando percebi que algumas pessoas estavam chegando aqui ao questionarem o Google a mesma coisa. Se você chegou aqui por esse motivo, não tema, pretendo sanar essa dúvida cruel em instantes.
A resposta mais simples é não… mas existem algumas ressalvas. 
Embora alguns modelos do iPad sejam capazes de acessar as redes de celular (os modelos 3G), eles não realizam chamadas. Eles apenas trocam dados permitindo que a galera use a internet. Não se sabe se a Apple colocou um modem GSM/CDMA nos iPads 3G que só transmite dados ou se a função de voz está dormente forçosamente. Contudo, se você tiver um aplicativo de VoIP, como o Skype, você poderá comprar créditos para realizar ligações para linhas comuns e até comprar um número para receber ligações no iPad enquanto ele estiver conectado.
Só que os aplicativos de VoIP não substituem os telefones. Primeiro porque a cobertura da “internet 3G” é esburacada e inconsistente. Segundo porque aplicativos de VoIP não fazem chamadas de emergência (tipo polícia, SAMU, bombeiros). Ou seja, mesmo que você tenha uma cobertura razoável do sinal da internet, pode ser que nas idas e vindas pelo mundo você fique na mão na hora que mais precisa porque a internet simplesmente não quer funcionar. E se ela não funciona, o telefone também não.
Se você ainda assim quer usar seu tablet como telefone (mesmo com essas limitações), a opção é o Galaxy Tab da Samsung. Esse tablet é basicamente um telefone Android com a tela maior, incluindo todas as funções (sim, realizar chamadas também). Eu já ouvi relatos de pessoas felizes utilizando o Galaxy Tab de 7 polegadas como um bigfone, com o auxílio de um headset bluetooth… aqueles que você coloca na orelha e fica parecendo um Cybercop.
Quando o tablet, que está no conforto da sua mochila/bolsa, recebe uma ligação, o seu transponder toca no seu ouvido e você atende normalmente. Eu não acho uma saída útil, mas tem gente que gosta. Já pensou você levar um trambolho de 7 polegadas para um show? É, nada prático.
De volta ao iPad. Você deve estar se perguntando… O que eu consigo fazer com o iPad então? Como ele se difere de um iPod Touch, por exemplo? O tamanho faz muita diferença. Pense em uma almofada (iTouch) e um colchão (iPad). Tanto a almofada quanto o colchão compartilham funcionalidades (é possível sentar-se em ambos, por exemplo), como têm suas características próprias: dá pra dar uns amassos em cima de uma almofada, mas você ganha muito mais espaço de manobra em um colchão.